Maquiavel – O Príncipe

Universidade: Unicamp
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Disciplina:
Ano:
Professor:
Fichamento: O Príncipe, Nicolau Maquiavel

Para Maquiavel a base de todo o poder são boas leis e bons soldados, sendo a força o fator principal que assegura a manutenção do Estado, o que garante ao príncipe estabilidade. Essas bases são também os dois modos existentes de combater, mas como a primeira nem sempre é suficiente torna-se necessária a utilização da segunda. O príncipe deve então exercer a força e praticar o mal sempre que necessário, pois os fins justificam os meios, e não é vantajoso que se tenha todas as virtudes que se aparenta ter em sua imagem pública, pois senão não conseguirá fazer o que deve ser feito para manter-se no poder. Assim, os atos contra o povo devem ser feitos todos de uma vez só, e os a favor em parcelas para que a massa esqueça-se dos ruins e veja apenas os resultados e a paz.
A causa principal da queda de um príncipe é a negligência em versar-se na arte da guerra. Deve-se sempre estar focado nela, mesmo em tempos de paz, pois a sorte pega desprevenido mesmo o mais virtuoso dos príncipes se este não estiver preparado para suas artimanhas.
Para a fundação de um Estado, dominando outro já existente, há três opções; a devastação do mesmo; sua habitação; ou deixar-lhe viver como suas próprias leis pedindo apenas tributos e organizando um comando de confiança para geri-lo. Deverá precaver-se ainda mais caso o domínio antes seja uma república, pois um povo acostumado a ser livre não se curvará. O príncipe sempre precisará contar com os favores dos cidadãos locais para dominá-los, e deverá buscar ajuda nos privilegiados pela nova ordem imposta, mas o mais importante é nunca receber o ódio de seus súditos, designando então outras pessoas para realizarem as tarefas penosas e ele mesmo realizando as que trarão benefícios. Apesar das desconfianças não deve desarmar seus súditos, pelo contrário, assim conseguirá sua fidelidade e não atrairá seu ódio.
O príncipe pode ser atacado internamente e externamente, sendo do primeiro modo por conspirações, que ele não deve se preocupar caso siga os conselhos de Maquiavel, de sempre manter uma imagem pública impecável, de sempre fomentar algumas desavenças para vencê-las e obter grandeza e de sempre ter a seu lado o apoio do povo e dos beneficiados pelo regime, assim as intrigas serão vistas como desonrosas e desleais; já para se proteger dos ataques de outros principados deve-se apostar nas forças armadas. Há duas maneiras de lutar; pela lei e pela força. Quando não há a possibilidade de agir como os homens deve-se agir como os animais, como a raposa que reconhece as armadilhas e como o leão que afugenta os lobos.
O melhor exército é o pertencente ao príncipe, composto por seus servos, cidadãos e súditos, deve treiná-lo constantemente utilizando-se da caça, para ele estar sempre pronto para a guerra, conhecer bem técnicas e seu próprio terreno. Deve-se evitar ao máximo a contratação de tropas mercenárias e auxiliares pois estas são desunidas, desleais e ambiciosas, não morreriam pelo seu comandante e são perigosas. Pedir auxílio a um outro principado é tão ruim quanto, pois suas tropas podem ser unidas, disciplinadas e fiéis, mas a outrem.
Alguém que almeje a posição de poder de um príncipe deve estar sempre preparado para a guerra dentro e fora de suas fronteiras, deve estar em um constante jogo e confiar apenas em si mesmo, utilizando das leis e da força para fundar e conservar o Estado, mascarando-se e sendo flexível, sendo a raposa e o leão para seu verdadeiro fim, conservar-se como príncipe.

por R

About these ads

21 respostas para Maquiavel – O Príncipe

  1. larrisa disse:

    esta muito bom,eu gostaria de copiar,mas nao é possivel,porque?

  2. F disse:

    Hum… não sei porque…
    Não me lembro direito se é uma questão de configuração ou se é uma política do wordpress, servidor do blog.
    Eu vou pesquisar.
    Se for uma questão de configuração, então eu provavelmente escolhi a opção anti cópia porque está muito claro no canto superior direito de qualquer página do blog que vc entre que (and I cote) “a idéia do blog é troca de conhecimentos; não copie, raciocine”. Eu daria uma leve ênfase na parte que diz “não copie”…
    Mas, sabe, pode ser tb que eu não tenha pensado nisso e vc não consegue copiar pq eu não vi essa configuração ou pq ela simplesmente não existe e o wordpress protege o conteúdo dos blogs.
    Mas se vc tivesse um mac e não um pc, vc copiaria qualquer página que quisesse…
    Vou pensar a respeito desse lace de copiar. Vou ter que falar com os autores dos textos tb, pra ver se eles autorizam a cópia.
    I’ll let you know.

  3. soraia disse:

    bom dia!
    na verdade sou uma curiosa sobre pessoas inteligentes, me chamam atenção e aprendo muito. Muitas vezes uso essas esperiências no meu dia a dia.
    Mas o fato é que depois de ler essa rezenha eu entendi um pouco sobre Maquiavel, e tambem sobre sua frase “os fins justificam os meios” mas me encomosa um pouco suas teorias, embora e claro que não só naquela época mas na atualidade a politica e exatemente isso, infelismente.
    pergunto: um politico na atualidade poderia usar essa teoria para vencer uma eleição mesmo sendo iniciante?????

  4. F disse:

    Para Larissa:
    Sobre copiar qualquer coisa do blog, sorry, mas não!
    Não é possível copiar e todos os motivos pra isso estão escritos no link ‘About’ deste blog.

    Para Soraia:
    Não entendi sua pergunta, se puder e quiser, reformule-a, por favor.

  5. Diana disse:

    Bom dia,

    Para Larissa, estou fazendo meu artigo sobre o livro o principe de maquiavel, porém vi sua dificuldade em copiar este texto. Dá para copiar, só selecione e ctrl c e ctrl v, pode tentar que dará certo.
    Já para F, não se preocupe pois não retirei um fragmento de seu texto, apesar de estar muito bem explicado.

  6. Diana disse:

    Bom dia,

    Para Larissa, estou fazendo meu artigo sobre o livro o principe de maquiavel, porém vi sua dificuldade em copiar este texto. Dá para copiar, só selecione e ctrl c e ctrl v, pode tentar que dará certo.
    Já para F, não se preocupe pois não retirei um fragmento de seu texto, apesar de estar muito bem explicado

  7. WC disse:

    Trata-se de um breve resumo das principais teses expostas n’O Príncipe – e não mais do que isso. Não se trata de resenha, portanto, mas algo como uma “sinopse” (se não gostar do termo “resumo”). Note como o texto acompanha linearmente o próprio livro – não há circularidade de idéias, não há círculo hermenêutico, não há hermenèutica – não há reflexão, por fim.

  8. renata antunes da rocha disse:

    o termo maquiaveliano e apropriado porque remete a uma leitura critica da experiencia politica a partir da otica de Maquiavel como bom observador de seu contexto renascentista e das tramas do poder que ai ocorriam.Explique a aplicabilidade do livro.O principe como manual de dominaçao e, ao memo tempo,como pistas para a resistencia contra os poderosos.

  9. Evilane disse:

    o termo maquiaveliano e apropriado porque remete a uma leitura critica da experiencia politica a partir da otica de Maquiavel como bom observador de seu contexto renascentista e das tramas do poder que ai ocorriam.Explique a aplicabilidade do livro.O principe como manual de dominaçao e, ao memo tempo,como pistas para a resistencia contra os poderosos.

  10. gelvanda disse:

    Oi, sou uma estudante de direito e como ve nao tenho muito tempo para estudar , pois trabalho e tenho 2 filhos e procuro na net algo que possa me ajudar, acho muito bacana o que vc faz.

  11. Eugênio Carlos Brito disse:

    Só uma observação ao comentário da Soraia. Na verdade, Maquiavel nunca disse “os fins justificam os meios”, mas alguns intrepretaram e traduziram assim. O que ele disse foi “se os fins são bons, os meios são justificáveis”, que, se bem analisada, a frase tem uma conotação diferente daquela que comumente lemos por ai. É só uma singela contribuição.

    Eugênio

  12. lele disse:

    só é bom para quem gosta de ler!!!

  13. sarahmariav854@gmail.com disse:

    Simplesmente está incrível!!!!
    Bem expressivo…
    Chegou em um ponto que minha conclusão ficou maravilhosa.
    Valeu.
    Boa noiteeeeee

  14. Cinara disse:

    cara… tá excelente seu trabalho! Vc e muito conciso e coerente, escreve muito bem e sua capacidade de assimilação e extremamente boa. Qualquer pessoa lê e compreende sem muita dificuldade.
    Parabens!

  15. Trs disse:

    Da pra copiar sim ;D

  16. Marta disse:

    Tenho que fazer um fichamento do livro ” o principe ” e devo fazer citações de trechos comparando a ciencia política. Alguem poderia me dar um exemplo por favor, pois nao sei nem por onde começar. Obrigado.

  17. amanda disse:

    qual e a ideia de maquiavel sobre este livro??

  18. Rubens disse:

    Nicolau Maquiavel nunca disse que os fins justificam os meios! Durante a leitura é subtendido dessa forma. Nas três idéias políticas centrais do livro ” O Príncipe ” que é conquista, manutenção e perda deixa enfoques que todos os meio são viáveis para a conquista.

  19. Larissa disse:

    Estou no meio de um trabalho sobre a obra “O Principe” no qual devo fazer uma resenha sobre o mesmo. Acabo de iniciar no curso de Direito e ainda estou meio perdida quanto certos assuntos mas o seu trabalho foi de grande ajuda, muito coerente e de fácil entendimento. Parabéns.

  20. Fe disse:

    Estou atrasada anos, mas… WC, se ainda ler isto, este texto não era pra ser reflexivo. Na época meu professor só queria saber se havíamos entendido o livro. Era só um fichamento. Coisa que te obriga a ler e entender o livro de todas formas.

    Seria interessante se os leitores do blog enviassem tb textos. Eu já saí da universidade faz muito tempo e tenho escrito muito pouco.

    Enfim…

    Copiem ou não, a responsabilidade por pensar e aprender é individual de cada um.

  21. Johnk852 disse:

    I actually got into this post. I located it to be fascinating and loaded with exclusive points of interest. I like to read material that makes me believe. Thank you for writing this fantastic content. agbdgdgbeaeg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.